Quinta, 25 de Julho de 2024
14°C 30°C
Ponta Porã, MS
Publicidade

Círculo de Médicos do Paraguai alerta para cursos irregulares de medicina

Apenas 15 das 38 faculdades que oferecem a graduação em Medicina são credenciadas pela Aneaes. Como medida, entidade solicitou a suspensão do registro durante o primeiro ano; UCP está entre as credenciadas

03/07/2024 às 17h01
Por: Redação Fonte: REDAÇÃO
Compartilhe:
Círculo de Médicos Paraguaio (CPM) solicitou ao Conselho Nacional de Ensino Superior ( Cones ) que não permita que instituições sem credenciamento da Agência Nacional de Avaliação e Credenciamento do Ensino Superior (Aneaes
Círculo de Médicos Paraguaio (CPM) solicitou ao Conselho Nacional de Ensino Superior ( Cones ) que não permita que instituições sem credenciamento da Agência Nacional de Avaliação e Credenciamento do Ensino Superior (Aneaes

O Círculo de Médicos do Paraguai fez alerta sobre o funcionamento de cursos irregulares de medicina no país.

Com isso, o Ministério da Saúde não disponibilizará registo médico profissional a diplomados de instituições com contas pendentes perante Aneaes, adaptando os seus requisitos.

Em coletiva de imprensa, representantes da entidade representativa dos médicos no Paraguai explicaram que atualmente no país, das 38 universidades que oferecem cursos de medicina, apenas 15 têm certificação pela Aneaes – incluindo nessa lista a Universidade Central do Paraguai (UCP) - o que dificulta o acesso dos licenciados a especializações, bolsas e contratos com o Estado.

Isto implica, alerta a entidade, principalmente que não se pode garantir à comunidade em geral que “o profissional médico reúna as condições e competências para assumir a responsabilidade por um paciente”, segundo o Prof. Dr. Jorge Rodas, membro do Círculo Paraguaio de Médicos.

Por sua vez, a diretora da entidade, Dra. Gloria Meza sublinhou que “o fato de aqueles que se autodenominam médicos provirem de universidades reconhecidas é o que permitirá à sociedade saber que a sua saúde está em boas mãos”.

Meza afirmou que outra preocupação do sindicato é o processo de certificação e recertificação das especialidades médicas, processo que deve ser realizado por um conselho de profissionais altamente qualificados, sublinhando que devem estar livres de influências políticas, econômicas e sociais.

“Este não é um processo meramente administrativo, é um processo de revisão exaustiva dos conhecimentos, competências e práticas que os requerentes afirmam ter, razão pela qual acreditamos enfaticamente que esta resolução deve ser levada em consideração por uma comissão altamente apolítica, sem influências externas de qualquer natureza e acreditamos que este número, como foi ratificado por muitos ministros, é de responsabilidade do Círculo de Médicos Paraguaio”, disse Meza.

INTERVENÇÃO E ENCERRAMENTO

Como pano de fundo, na nota dirigida aos Cones, o sindicato dos médicos sublinha que em 2019 esta preocupação já se alargou na procura de uma resolução e modificação que permita a intervenção e posterior encerramento de instituições que não inscrevam cursos de saúde ou não cumpram as etapas do processo completamente.

O Círculo de Médicos do Paraguai destaca que é imprescindível que o Cones estabeleça, para as carreiras médicas não credenciadas, o início e eventual  conclusão do processo de acreditação no modelo nacional, de forma a cumprir as normas legais e a qualidade acadêmica na educação médica.

Desta forma, os estudantes que iniciaram os seus estudos em carreiras médicas não certificadas poderão licenciar-se e exercer a sua profissão em condições ótimas – objetivo principal da certificação – no âmbito da Lei do Ensino Superior e da Constituição Nacional.

Atualmente, segundo o Círculo Paraguaio de Médicos, com o estado da educação não existe nenhum mecanismo de governo que proteja a sociedade em caso de negligência médica.

Da mesma forma, nem o Ministério da Saúde nem qualquer outra autoridade competente propôs um mecanismo que permita que instituições de ensino superior e programas médicos não certificados transitem para este estatuto exigido por lei e boas práticas tendo em conta o impacto desta profissão como fundamental pilar da sociedade, enquanto continuam a fornecer registro profissional aos graduados dessas instituições.

DA UCP

A Universidade Central do Paraguai possui todos os credenciamentos exigidos para curso de medicina, sendo certificada e a Universidade que mais investe em tecnologia e docentes renomados para proporcionar uma experiência de aprendizado completo.

Em sua estrutura conta ainda com Centro Tecnológico com amplo auditório para eventos, clínica médicas e centro de simulações, onde acontecem aulas práticas do curso de medicina.

MATRÍCULAS

As inscrições 2024 continuam nas sedes de Pedro Juan Caballero e Ciudad del Este.

As matrículas podem ser feitas no site www.medicinaucp.com com informações no 67 99677 0757 e no e-mail [email protected]

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ponta Porã, MS
17°
Tempo limpo

Mín. 14° Máx. 30°

16° Sensação
3.01km/h Vento
45% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
07h19 Nascer do sol
06h19 Pôr do sol
Sex 30° 16°
Sáb 31° 17°
Dom 31° 20°
Seg 34° 19°
Ter 23° 12°
Atualizado às 05h05
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,66 -0,03%
Euro
R$ 6,13 -0,04%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,10%
Bitcoin
R$ 385,687,15 -2,20%
Ibovespa
126,422,73 pts -0.13%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias